• geral@touroeouro.com

Segredos d’Ouro – Aqui não há Fake News!

  • 2018-10-29 22:16


'As encomendas de parangonas são um dos serviços prestados, os conteúdos, ao agrado de quem compra estas ‘Falsas Notícias’, quase sempre com um qualquer objectivo menos claro… Por definição, uma Fake New, é ‘Este tipo de notícia é escrito e publicado com a intenção de enganar, a fim de se obter ganhos financeiros ou políticos…’.

Elegeu-se o novo Presidente do Brasil e não mais que oportuno, falar da expressão mais usada por um dos candidatos… As ‘Fake News’, são uma realidade, ou melhor, umas das potencialidades de um jornalismo actualmente sem regras, sem limites…
As encomendas de parangonas são um dos serviços prestados, os conteúdos, ao agrado de quem compra estas ‘Falsas Notícias’, quase sempre com um qualquer objectivo menos claro… Por definição, uma Fake New, é ‘Este tipo de notícia é escrito e publicado com a intenção de enganar, a fim de se obter ganhos financeiros ou políticos…’.

A nível tauromáquico e da sua imprensa, ou do que alguns insistem em anunciar-se como imprensa, parece já valer quase tudo…
Se interessar dizer que uma praça vai estar encerrada, inventa-se e toca de publicar, se interessar dizer que alguém vai apoderar meio mundo, isto porque um almoço ajantarado não correu como se esperava, toca de publicar… veracidade, e sobretudo, verdade, parecem ser adjectivos cada vez mais afastados da festa brava ou dos seus agentes… pelo menos, para alguns, claro está!

Óbvio, que depois cá estará o TouroeOuro, que contra tudo e contra todos, até mesmo contra as ofensas verbais e até tentativas de agressão fará SEMPRE da verdade o seu maior slogan!

Em fim de temporada, interessa manter algumas ‘aparências’ e personagens em actividade… obviamente… e vai daí, toca a criar a habitual confusão, que depois, pode ou não, ser verdade… o habitual…

Obviamente, e por diversas razões, a próxima temporada pode, ou não, repetimos, trazer inúmeras mudanças, tudo podendo vir a depender do futuro da ‘primeira praça’ do país!
Há quem vaticine que a empresa gestora irá ser vendida, que um processo movido pelos irmãos Borges está a atrasar todo o processo, que a empresa irá voltar para a anterior gestão… enfim, toda uma panóplia de possibilidades… a verdade é que, muito do futuro do desenrolar da próxima temporada irá estar ‘pendente’ do que venha a acontecer em Lisboa… e, como sempre, o TouroeOuro já se encontra em campo!

Ao momento, já se perfilam duas frentes, uma digamos que mais virada ao Alentejo, e que podemos apelidar de ‘Frente Alentejana’, e outra digamos que mais virada ao Tejo… quem sabe se uma ‘Frente Ribeirinha’… dada a quantidade de praças que detêm junto a mares e rios deste país…

Alter do Chão, pode ter sido uma derrota para a ‘Frente Alentejana’, que via aqui uma fortificação do seu ‘império’. Sinónimo disso, foi o pagamento antecipado que pretenderam realizar aquando da reunião mantida com a proprietária do tauródromo, podendo assim avançar para outras bandas, podendo agora vir a ‘agarrar’ Estremoz e piscando o olho a Évora, onde embora tudo pareça seguro, há quem vaticine que pode mudar de uma hora para a outra…

Um dos alvos mais apetecidos este inverno, será a Praça de Touros do Sítio da Nazaré, que apesar de muitos ‘candidatos’ parece deixar a Direcção da Confraria de Nossa Senhora da Nazaré dividida… Se por um lado pode continuar a empresa de Tito Semedo, que fez um meritório trabalho, recorde-se que este ano se registaram ali algumas das melhores casas das últimas temporadas, por outro lado, pode haver uma gestão diferenciada…
Este tauródromo poderá vir a ser gerido pela própria confraria, contando aqui com a ‘Direcção de Tauromaquia’, entregue a Rui Bento… a verdade, e não interessa que venham agora desmentir… é que prosseguem as negociações e vão-se ouvindo as partes e as suas ideias e propostas…

Almeirim é também um ponto de interesse para muitos empresários… Praça recuperada, sendo por isso a corrida de reinauguração sempre apetecível… mas também aqui, Rui Bento terá um papel importante… recorde-se que é assessor da Santa Casa da Misericórdia de Almeirim… que pode mesmo assumir a primeira corrida da nova temporada, que se tudo correr como previsto com as obras de remodelação, poderá ter lugar em Junho do próximo ano, com um fim-de-semana dedicado à tauromaquia…

Alcácer do Sal é talvez a maior incógnita… Se nos últimos anos tem registado lotações aquém do que seria de esperar, a verdade é que é uma praça viva e com afición, e que pode vir a ter alguns interessados…

Este inverno, será previsivelmente pródigo em mudanças, ou melhor, arrumações…

Apesar de muitas mudanças vaticinadas, ou mesmo inventadas a troco de interesses… a casa pode ficar ‘mais coisa, menos coisa’, na mesma…
Pode Rui Bento e o seu ‘grupo’, e não digam agora que não existem grupos, frentes ou lá o que lhe queiram chamar… são cada vez mais evidentes… aliás, nem percebemos bem porque os escondem… cremos, que haveria tudo a ganhar em haver uniões fortes, e sobretudo, trabalhando em conjunto a bem de uma actividade que se não for bem pensada e cuidada, pode ter os seus argumentos financeiros bastante abalados… recordamos as mais recentes declarações de Simón Casas… em que este anunciou que a tauromaquia era economicamente inviável… 

Mas dizíamos… Pode Rui Bento e o seu ‘grupo de trabalho’, vir a ter em carteira os apoderamentos de João Moura Jr., Rui Fernandes e João Ribeiro Telles? Pode ‘sim senhor’, mas deixemos que as férias terminem e que as negociações se concluam…

Pode, e deverá, Rafael Vilhais e o seu ‘grupo de trabalho’, ter em carteira os apoderamentos de Vítor Ribeiro, Francisco Palha e Filipe Gonçalves? Pode ‘sim senhor’…  tudo indica, e apesar de alguns desejos, mais ou menos pessoais ou interesseiros, que tudo irá ficar como está, no que se reflete à gestão de toureiros por parte de Rafael Vilhais e do seu grupo…

De outros apoderamentos também se fala… claro, nesta altura fala-se sempre…

Dos lados do Sobral e dos irmãos gémeos Penedo, podem também vir novidades. Francisco Penedo e pese embora os desmentidos do passado ano, a ‘novela’ repete-se, ou, talvez, apenas os ensaios… Francisco, diz por aí, que não tem tempo para apoderar Luís Rouxinol pai e filho, procurando um apoio nesse sentido… A verdade é que, no passado ano ficou e este, calhando, também…

Quem parece não ficar, é David Gomes, na casa Penedo, Pedro, claro está… soam os rumores que pode vir a ‘rumar’ a outras paragens…

Pedro Penedo, deverá manter-se com Manuel Telles Bastos e eventualmente e se se ‘reunirem condições’, com a jovem Mara Pimenta, como de resto, foi há largos meses, adiantado pelo TouroeOuro.

A verdade, e isso é que seria interessante ver nalgumas divagações escritas, é que vivemos em Portugal, num agora chamado Sistema, em que, quem ‘não tem praças’ arrisca-se a ter dificuldades em tourear…
Uns contrassenso… senhores, pensem no bem da festa, e não só nos bolsos… porque assim, cada dia que passa com este sistema, vamos vê-los mais encolhidos…
Já o dizia Simón Casas, esse que muitos chamam de louco, mas que o tempo lhe tem vindo a dar razão… ‘um empresário não deveria poder ser apoderado de toureiros, ambos perdem poder negocial…’, louco não é?!

Mas um empresário também não o deveria poder ser, sem ter argumentos para tal…
Uns chamam-lhe prejuízo, outros entram em divagações, mas a verdade, é que a temporada terminou… e os ‘pendentes’ continuam…
Todos sabemos que a actividade empresarial, em qualquer ramo, é uma actividade de risco… ou se ganha ou se perde… mas é preciso saber, e ter para poder perder… presumir de empresário e na hora da verdade, falhar aos compromissos é muito mau, e sobretudo não prestigia a classe…
Quando irá a APET tomar uma posição?!

O tempo ditará se o TouroeOuro tem ou não razão e até lá… trabalhamos no sentido de levar até si, a melhor e mais isenta informação. Não perca, logo depois do término da Feira Nacional do Cavalo, tudo sobre os triunfadores da temporada. Quem são e porque são os triunfadores, opinando-se aqui, sem mordaças, e sem enfeites…

 

Meteorologia