Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Editorial - Novembro - O ‘SOL’, quando nasce… brilha para os audazes…

  • 2017-11-13 21:36
  • Autor: Solange Pinto


'...A tentativa de manipulação, existe também no mundo dos touros e as semelhanças, a escalas, obviamente de menores proporções, é uma realidade...'

Não resisto a publicar este trecho da reportagem do Jornal SOL, sobre os ‘cheques’ que deixaram em pânico, o antigo Primeiro-Ministro, José Sócrates, encontrados numa herdade de Coruche.

A jornalista Felícia Cabrita, passou a ser ‘persona non grata’ pelo ora arguido na ‘Operação Marquês’, por ter desencadeado uma incómoda investigação e é sobre ela que se fala, nas escutas de que foi alvo José Sócrates e a família do ex-governante.

Leia-se:

‘A família de Sócrates sentia-se perseguida pela imprensa e queria a todo o custo controlá-la. Defendia que tudo não passava de uma manobra para descredibilizar o antigo primeiro-ministro na opinião pública. O SOL era um dos jornais mais detestados pelos Pinto de Sousa, e a jornalista Felícia Cabrita foi mencionada diversas vezes nas escutas telefónicas recolhidas pelo MP’. «A gaja é uma perseguição». A conversa prossegue e os interlocutores começam a magicar uma forma de se livrarem de Felícia Cabrita – o que passa pelo envolvimento de Helder Bataglia e de Álvaro Sobrinho, então acionista do SOL e presidente do Banco Espírito Santo Angola (BESA). O sócio de José Paulo aconselha-o sobre a estratégia a seguir: «Devias falar com o ‘viajante’ [referência a Helder Bataglia]... Ele é que anda a patrocinar aquela m****». Mas o primo de Sócrates emenda-o: «Não é ele, são os amigos dele», diz, referindo-se a Álvaro Sobrinho. A conversa passa então para outras notícias também publicadas pelo SOL, nomeadamente sobre a mãe de Sócrates, tia de José Paulo, e a compra de um imóvel em Cascais. É nessa altura que José Paulo volta a defender que a autora dos artigos deve ser corrida do jornal: «Essa vaca, essa p***… O c***** do viajante tem de a despedir, pô-la na rua, sem subsídio, sem nada (…)». E, inflamado de discurso patronal, não fica por aqui. Para os acionistas do Sol, prevê um mau fim: «O gajo [Sócrates] vai f***-los)».

Pensarão todos os que agora me lêem, ‘porque raio está ela a ir buscar este assunto, que de taurino nada tem?’.

Fácil resposta. A tentativa de manipulação, existe também no mundo dos touros e as semelhanças, a escalas, obviamente de menores proporções, é uma realidade.

Se dizes a verdade dos factos, ficas fora da trincheira. Se enfrentas, criticando com opinião fundamentada, querem pôr-te fora do circuito e orquestram todo o tipo de estratégia para te ‘estrangular’… se dizes que a temporada no tauródromo ‘a’ ou ‘b’ não é exactamente brilhante, faz-se na hora, um site para que concorra com o teu… se dizes que o toureiro ‘x’ ou ‘z’ não triunfou, fazem-te telefonemas anónimos, mas calma, se não alinhas numa enxurrada de mentiras, agradáveis à leitura de alguns, querem bater-te na penumbra e ainda, se ousas desarmar o topo da pirâmide, fazem-te um cerco de forma a ‘f***-nos’…

Ainda sem seguranças, ainda sem escolta, ainda sem outros cuidados, temos, aqui no TouroeOuro, o reconhecimento das visitas, que nos colocam, à pequenina escala tauromáquica, como a brilhante Felícia Cabrita, que acredita ainda, que a verdade, não é comprável e que, não há ex Primeiro-Ministro nenhum que ponha em causa… Eu, acredito, que não há empresário nenhum, ou gestor algum, que cale o TouroeOuro… muito menos, tendo como porta-voz, estruturas mentirosas e de cariz pessoal, como um bloguito cujo escriba, teve ao longo dos anos, uma conduta que a ninguém ‘normal’ orgulhará…

Continuamos cá, continuaremos de pedra e cal, com a força da juventude, a força da irreverência, mas sobretudo, com a legitimidade com só a verdade é capaz de conferir…

O antigo Primeiro-Ministro, não ‘f***’ Felícia Cabrita, nem o SOL… A história ainda não acabou e está mesmo longe disso. No entanto, há fortíssimas possibilidades, de que o grande ‘f*****’, seja ele…

E nos touros…? Igual…!

O ‘SOL’, quando nasce… brilha para os audazes…