Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação enquanto utilizador. A desactivação desta funcionalidade poderá impedir este site de funcionar correctamente. Ao continuar a visitar o nosso site, está a aceitar esta utilização de cookies.     [Aceitar e Fechar]
  • geral@touroeouro.com

Exportação de Touros Bravos com enorme crescimento em 2016 movimenta 2,5 milhões de euros

  • 2017-04-18 18:45


De acordo com os dados oficiais, da Associação Portuguesa de Criadores de Touros de Lide (APCTL), a exportação de touros bravos em 2016, obteve um crescimento na ordem dos 100%, com um total de 669 reses enviadas para arenas de Espanha e França. Este crescimento é tanto mais significativo quanto o ano de 2015 já tinha sido de crescimento da exportação em 62%, com um total de 335 animais exportados.
A ganadaria Passanha é a principal fornecedora dos mercados espanhóis e franceses, com 48 touros lidados no estrangeiro, dos 100 que lidou na temporada 2016, sendo a que maior efectivo detém entre a cabana brava portuguesa.
Em sentido contrário, as importações têm vindo a diminuir, e em 2016 somente se lidaram 7 reses provenientes de ganadarias espanholas, contrastando com os anos anteriores, em que se chegaram a lidar mais de 50 reses por ano, o que mostra uma clara aposta no produto bravo nacional, por parte dos empresários tauromáquicos portugueses.
De salientar que estas exportações representam um movimento de cerca de 2,5 milhões de euros, o que dá um grande contributo para o saldo da balança comercial portuguesa.
Em Portugal existem cerca de uma centena de ganadarias, que ocupam cerca de 70.000 hectares de montado e lezíria, contribuindo também para a preservação do eco-sistema e bem estar animal. Estas áreas são de elevado interesse ambiental e ecológico, muitas integradas na Rede Natura 2000, resultando num forte impacto na preservação da biodiversidade.

Meteorologia